O que é Mindfulness?

Mindfulness é uma maneira particular de prestar atenção ao
momento presente, usando técnicas de meditação, respiração e yoga.
Ajuda-nos a tomar mais consciência dos nossos pensamentos esentimentos para que, em vez de sermos dominados por eles, nós
sejamos mais capazes de gerenciá-los. Praticar Mindfulness pode nos
dar mais conhecimento sobre nossas emoções, aumentar nossa
atenção e concentração e melhorar nossos relacionamentos. Há
consistentes evidências científicas que indicam que Mindfulness
auxilia no tratamento do ESTRESSE, ANSIEDADE, DEPRESSÃO
e COMPORTAMENTOS DE DEPENDÊNCIA, bem como um efeito
positivo sobre problemas físicos e metabólicos como
hipertensão, doença cardíaca e dor crônica.

Entendendo a essência do Mindfulness

Mindfulness (traduzido aproximadamente para o português como "atenção plena") é o significado do termo pali Sati que significa “recordar-se continuamente do seu objeto de atenção“ (Pali é a língua em que os ensinamentos budistas foram transmitidos, sendo Mindfulness um dos seus conceitos nucleares). Uma descrição de atenção plena é manter a própria consciência viva e focada na realidade presente, tendo como ênfase a necessidade de treinar a mente no sentido de uma maior clareza e percepção. Este conceito, estranho para a maioria dos ocidentais, pode ser compreendido por meio da análise e contemplação de nossas ATIVIDADES diárias. Nos estudos científicos e na prática clínica definimos Mindfulness como “prestar atenção de maneira particular, intencionalmente no momento presente, sem julgamento, com abertura e curiosidade”
(Jon Kabat-Zinn).

MINDFULNESS Explica a falta de Atenção
Clique na imagem

Exemplos de falta de Mindfulness nas atividades diárias:
1. Correr para realizar qualquer atividade sem

estar atento durante a execução;
2. Engolir a comida rapidamente (geralmente excessiva)

enquanto assiste à televisão ou conversa,
sem estar atento ao processo de comer;
3. Quebrar ou deixar cair coisas, sofrer acidentes ou esquecer-se

de alguma atividade que teria que realizar, por descuido
ou por estar pensando em outra coisa;
4. Incapacidade de perceber os sentimentos, a tensão física ou desconfortos sutis experimentados a cada dia;

5. Se vê falando sozinho ou, por vezes, continuamente pensando no passado ou no futuro, incapaz de desfrutar o momento presente;
6. Julgar o que nos acontece (como bom ou ruim, agradável ou desagradável) e, secundariamente, manter ou rejeitar a experiência.

"Estar em atenção plena" implica em estar consciente da tarefa que está realizando no momento presente, sem que a mente divague sobre o futuro ou o passado, sem se sentir apegado ou rejeitado. Esta abordagem produz a energia que fará com que as ideias se proponham de maneira clara. Além disso, "ter atenção plena" é uma qualidade que pode ser desenvolvida por meio de um treinamento adequado e se inclui, simultaneamente, em todos os momentos de atenção, gerando inúmeros benefícios que passam despercebidos no dia a dia.

MINDFULNESS e suas particularidades
Clique na Imagem

Particularidades da "Atenção Plena":
1. Não conceitual: é estar desperto,
mas não absorto no processo de pensamento;
2. Centrada no presente: não há pensamentos sobre o

passado ou o futuro, mas o que nos acontece no presente;
3. Ausência de julgamento: se pensarmos que a nossa experiência pode ser diferente do que é (melhor ou pior, ou seja,

comparando) perderemos o estado de mindfulness;
4. Intencional: "estar atento" exige uma intenção contínua para dirigir a atenção para algo que, neste caso, faz-se no presente;
5. Com base na observação participante:

não simplesmente para testemunhar, mas inclui uma
experiência de profunda compreensão do corpo e da mente;
6. Exploratória: está sempre investigando
os níveis mais sutis da percepção;
7. Não verbal: é uma experiência que não pode ser

descrita em palavras, porque ocorre antes que elas surjam;
8. Liberadora: cada momento de "atenção plena" (mindfulness)

é uma experiência de alegria, ausente de sofrimento.

Mindfulness também é um termo que pode designar:

1. Um traço psicológico: tendência inata de se estar plenamente atento, relacionado a características genéticas e experiências de vida.
2. Um estado mental: estados de plena atenção transitórios, induzidos por vários tipos de atividades. Pode se tornar um traço a longo prazo.
3. Um conceito ou constructo psicológico: uma definição para a qual se desenvolvem metodologias e se permite uma investigação sistematizada em pesquisa científica.
4. Um conjunto de técnicas ou exercícios mentais

(“Meditação Mindfulness”).
5. Programas estruturados de treinamento baseados em “Mindfulness” no contexto da SAÚDE, EDUCAÇÃO e CORPORAÇÕES.

Esse estado mental pode ser treinado por meio de técnicas ou exercícios meditativos e psicoeducativos, os quais são parte fundamental das Intervenções Baseadas em “Mindfulness” (“Mindfulness-based Interventions“).

“Mindfulness é a simplicidade em si mesmo.
Trata-se de parar e estar presente. Isso é tudo”.
(Jon Kabat-Zinn)

Intervenções em saúde baseadas em mindfulness

São programas de intervenção baseados nos principais protocolos internacionais, como o MBSR (Mindfulness-Based Stress Reduction) e o MBCT (Mindfulnes-based Cognitive Therapy), ) o MBCT (Mindfulnes-based Cognitive Therapy) e o MBPI (Mindfulnes- based approaches tor Pain and Illness), que se utilizam de técnicas de desenvolvimento do estado de Mindfulness (atenção plena, como tem sido traduzido no Brasil), como estratégia para o cuidado da saúde.

Pioneiramente, desenvolvido pelo Dr. Jon Kabat Zinn, em 1979, no Departamento de Medicina da Universidade de Massachusetts, nos E.U.A., os programas de Mindfulness são estruturados em práticas e exercícios meditativos aplicados de forma secular, aliados aos conhecimentos das áreas das neurociências, medicina e psicologia, cientificamente estudados por mais de 30 anos e com efeitos reconhecidos na redução do estresse físico e psicológico, dor e doença crônica, ansiedade, depressão, prevenção de recaídas.

MINDFULNESS O programa é teórico e prático.
Clique na Imagem

Programa de redução de estresse baseado em mindfulness - MBSR
Jon Kabat-Zinn e colegas (Universidade de Massachusetts, Estados Unidos), desenvolveram um programa de redução do estresse em grupo baseado em “mindfulness”, conhecido como MBSR (sigla em inglês para: Mindfulness-Based Stress Reduction). O MBSR, citado também na literatura como “clínica de estresse”, é uma forma de intervenção estruturada, voltada a pessoas e pacientes acometidos com condições clínicas associadas a níveis prejudiciais de “estresse”. Enraizado em práticas e filosofias orientais (Zen, Vipassana, Yoga, entre outras), o MBSR é estruturado como um programa que comporta atividades presenciais (junto a um instrutor) e à distância, combinando técnicas simples de “mindfulness” e meditação.

O programa é teórico e prático, compondo-se de:
- Instruções guiadas de várias técnicas de meditação mindfulness.
- Exercícios para aumentar a capacidade de presença

e consciência na vida diária.
- Aulas, dinâmicas de grupo, tarefas, diálogos com partilha de experiências para aprofundar temas e esclarecer as práticas abordadas a cada semana.

PROGRAMA DE REDUÇÃO DE ESTRESSE BASEADO EM MINDFULNESS
Clique na Imagem

O programa é ensinado num período de 8 semanas, com um encontro semanal de mais ou menos 2 horas, seguidos de atividades predefinidas desenvolvidas em casa. As principais técnicas utilizadas são a chamada “atenção plena” (mindfulness) na respiração, o “escaneamento” corporal (body scan – técnica relativamente similar ao relaxamento muscular progressivo), a caminhada meditativa, e os movimentos corporais com atenção plena baseados no Yoga, que utilizam posturas corporais consideradas leves, podendo ser realizados por indivíduos com diferentes níveis de
capacidade e limitações físicas.

Após a conclusão do programa de oito semanas, os participantes estão competentes para continuarem praticando as técnicas sozinhos ou em grupos, e em seus próprios ambientes (em casa ou no trabalho), o que pode criar um efeito de sustentabilidade importante para promoção da saúde e empoderamento dos praticantes. A eficácia e a efetividade do MBSR foram estudadas em uma variedade de populações, incluindo pessoas com diagnóstico de câncer, ansiedade, depressão, cardiopatias, entre outros, bem como em indivíduos considerados saudáveis, profissionais, estudantes, atletas.

Terapia cognitivo-comportamental baseado em mindfulness - MBCT
O MBCT (Mindfulnes-based Cognitive Therapy) foi criado pelo professor de Oxford Mark Willian e seus colegas Zindel Segal e John Teasdale, que associaram elementos da terapia cognitiva criada por Aaron T. Beck em 1960 e o programa MBSR criado em 1979 por Jon Kabbat-Zinn. A terapia é bastante utilizada para a prevenção de recaídas de depressão, sendo uma terapêutica preconizada no sistema de saúde público do Reino Unido.

TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL BASEADO EM MINDFULNESS
Clique na Imagem

Este programa usa os princípios da terapia cognitiva com as técnicas da meditação mindfulness para ensinar os pacientes a conscientemente prestar atenção aos seus pensamentos e sentimentos sem julgá-los ou ficar preso em processos ruminativos e de autodepreciação. Essa abordagem traz clareza de pensamentos, autorregulação emocional e atencional, fornecendo às pessoas ferramentas necessárias para facilmente desvencilharem-se de pensamentos negativos ao invés de alimentar a depressão.

PROGRAMA MINDFULNESS PARA DORES E DOENÇAS - MBPI
Clique na Imagem

O método da Breathworks consiste em aceitar a experiência e
não reagir a ela. Aceitando as condições que estamos, podemos responder de maneira mais criativa. Para fazer isso é necessário
que aprendamos como estar atento e consciente
(mindful) às nossas reações e respostas.

Programa mindfulness para dores e doenças - MBPI
O programa de MBPI (Mindfulness Based approaches to Pain
and Illness) é oferecido pelo instituto Breathworks na Inglaterra
e teve sua origem na experiencia pessoal de Vidyamala Burch, portadora de dor crônica há mais de 25 anos. O programa combina pesquisas práticas e elementos dos programas de MBSR e MBCT. Vidyamala Burch é autora do livro: Viva bem com a dor e a doença, pela editora Summus. Esse livro é um dos primeiros livros
sobre Mindfulness com tradução para o português.

Mindfulness na educação
Clique na Imagem

Projeto Mindfulness nas Escolas (The Mindfulness in Schools Project)
Elaborado em conjunto pela Universidade de Exeter e Universidade de Cambridge, no Reino Unido, esse projeto possui um programa estruturado de mindfulness em nove lições chamado .B (dot-be) (Pare, Respire e Esteja), que preconiza o ensino e a pesquisa do mindfulness de forma secular nas escolas. .B é utilizado em uma ampla variedade de contextos e idades escolares, inclusive em professores, equipe e pais de alunos. O programa desenvolve nos alunos ferramentas para melhor aprendizagem e convívio no ambiente escolar:

Sentir-se alegre, calmo e realizado;
Melhorar as relações com os outros;
Melhorar concentração e aprendizagem;
Lidar melhor com estresse e ansiedade;
Desempenhar melhor atividades

esportivas e extracurriculares.

Mindfulness no Ambiente de Trabalho
Clique na Imagem
Mindfulness no Ambiente de Trabalho
Mindfulness no ambiente de trabalho desenvolve foco, gerenciamento do estresse físico e psicológico,
inteligência emocional e diminui os efeitos prejudiciais da multitarefa nas equipes e profissionais. Isso se reflete em:

- Clima organizacional coeso, cooperativo e

alinhado aos objetivos das organizações;
- Clareza de ideias e decisões eficazes, criativas e inovadoras;
- Otimização do tempo e das tarefas;
- Excelência nos resultados e produtividade;

Por: Vera Melo